Estudo de 2 Timóteo 1:7 - Comentado e Explicado - Versiculos (2023)

Pois Deus não nos deu um espírito de timidez, mas de fortaleza, de amor e de sabedoria.
2 Timóteo 1:7

Comentário de Albert Barnes

Pois Deus não nos deu o espírito de medo – Um espírito timoroso e servil. Isso é dito para incentivar Timóteo, que não era improvávelmente modesto e desconfiado.

Mas de poder – poder de encontrar inimigos e perigos; poder de suportar as provações; poder de triunfar em perseguições. Ou seja, é da natureza do evangelho inspirar a mente com santa coragem; compare, porém, Lucas 24:49 .

E de amor – Amor a Deus e às almas dos homens. A tendência disso também é “expulsar o medo” 1 João 4:18 e tornar a mente ousada e constante. Nada fará mais para inspirar coragem, tornar um homem destemido ao perigo, ou pronto para suportar privações e perseguições, do que “amor”. O amor ao país, à esposa, aos filhos e ao lar torna os mais tímidos e ousados ??quando são atacados; e o amor de Cristo e de um mundo moribundo irrita a alma para grandes empreendimentos, e a sustenta nas mais profundas tristezas.

E de uma mente sã – A palavra grega denota uma de mente sóbria; um homem de prudência e discrição. O estado mencionado aqui é aquele em que a mente está bem equilibrada e sob influências corretas; em que vê as coisas em suas justas proporções e relações; em que não está febril e excitado, mas quando tudo está em seu devido lugar. Foi esse estado de espírito que Timóteo foi exortado a cultivar; isso que Paulo considerava tão necessário para o desempenho dos deveres de seu cargo. É tão necessário agora para o ministro da religião como era então.

Comentário de E.W. Bullinger

Tem. dado = deu.

não. App-105.

o = a.

espírito . App-101.

medo = covardia. Grego. deilia. Só aqui.

poder . App-172.

(Video) 2 Timóteo 1:7

amor App-135.

mente sã . Sophroaiamoa grego . Só aqui. Compare 1 Timóteo 2: 9 ; 1 Timóteo 3: 2 . Tito 2: 4 , Tito 2: 6 , Tito 2:12 .

Comentário de John Calvin

7 Porque Deus não nos deu um espírito de covardia. É uma confirmação do que ele havia dito imediatamente antes; e, assim, ele continua exortando Timóteo a mostrar o poder dos presentes que recebeu. Ele faz uso desse argumento de que Deus governa seus ministros pelo Espírito de poder, que é o oposto da covardia. Daí resulta que eles não devem se deitar por preguiça, mas, sustentados por grande confiança e alegria, devem exibir e exibir, por efeitos visíveis, esse poder do Espírito.

A seguinte passagem ocorre na Epístola aos Romanos:

“Pois não recebemos um espírito de escravidão, para estar novamente em terror; mas recebemos o espírito de adoção, pelo qual choramos, Abba, pai. ” ( Romanos 8:15 .)

Essa passagem é, à primeira vista, quase semelhante a isso; mas, no entanto, o contexto mostra que o significado é diferente. Lá ele trata da confiança da adoção que todos os crentes têm; mas aqui ele fala particularmente sobre ministros e os exorta, na pessoa de Timóteo, a despertar ativamente ações de valor; porque Deus não deseja que eles cumpram seu ofício de maneira fria e sem vida, mas que avancem poderosamente, confiando na eficácia do Espírito.

Mas de poder, de amor e de sobriedade, por isso somos ensinados, em primeiro lugar, que nenhum de nós possui aquela firmeza e constância inabalável do Espírito, que é necessária para cumprir nosso ministério, até sermos dotados do céu com um novo poder. E, de fato, as obstruções são tantas e tão grandes que nenhuma coragem do homem será capaz de superá-las. É Deus, portanto, quem nos dá “o espírito de poder”; pois aqueles que, em outros aspectos, dão sinais de muita força, caem em um momento em que não são sustentados pelo poder do Espírito Divino.

Em segundo lugar, concluímos que aqueles que têm maldade e covardia servil, de modo que não se aventuram a fazer nada em defesa da verdade, quando necessário, não são governados por esse Espírito por quem os servos de Cristo são guiados . Daí resulta que há muito poucos daqueles que possuem o título de ministros, nos dias atuais, que têm a marca da sinceridade impressa neles; pois, entre um grande número, onde encontramos alguém que, confiando no poder do Espírito, despreza ousadamente toda a grandiosidade que se exalta contra Cristo? Quase todos não buscam seu próprio interesse e lazer? Eles não se afundam assim que há barulho? A conseqüência é que nenhuma majestade de Deus é vista em seu ministério. A palavra Espírito é aqui empregada figurativamente, como em muitas outras passagens. (140)

Mas por que ele depois acrescentou amor e sobriedade? Na minha opinião, foi com o objetivo de distinguir esse poder do Espírito da fúria e raiva dos fanáticos, que enquanto avançam com um impulso imprudente, se gabam ferozmente de ter o Espírito de Deus. Por esse motivo, ele afirma expressamente que essa energia poderosa é moderada por “sobriedade e amor”, isto é, por um desejo calmo de edificar. No entanto, Paulo não nega que os profetas e mestres foram dotados do mesmo Espírito antes da publicação do evangelho; mas ele declara que essa graça deve agora ser especialmente poderosa e conspícua sob o reinado de Cristo.

Comentário de Adam Clarke

Deus não nos deu o espírito de medo – Aqui está uma alusão à concessão da lei no monte Sinai. Isso foi comunicado com uma terrível majestade a ponto de gerar medo em todos os israelitas: até Moisés, na ocasião, temia e tremia demais. O Evangelho foi introduzido de uma maneira muito mais branda; tudo foi colocado no mesmo nível do intelecto humano; e ao alcance de todo espírito humano. Nada foi fantástico, nada proibiu; mas tudo estava convidando. O próprio espírito e gênio era um espírito de poder, de amor e de uma mente sã.

Em vez de de???a? , tema alguns MSS. e versões têm d???e?a? , servidão ou servidão; Deus não nos deu o espírito de escravidão – mas de poder, d??aµe?? , para realizar milagres, confundir inimigos, apoiar-nos nas provações e capacitar-nos a fazer o que é lícito e correto aos seus olhos. E de amor, que nos permite ouvir, crer, esperar e suportar todas as coisas; e é o incentivo a toda obediência. De uma mente sadia , de posse de si e de governo, segundo alguns. Mas uma mente sã implica muito mais; significa um entendimento claro, um julgamento sólido, uma vontade retificada, paixões sagradas, temperamentos celestes; em uma palavra, toda a alma se harmonizou em todos os seus poderes e faculdades; e completamente regulado e influenciado para pensar, falar e agir corretamente em todas as coisas. O apóstolo diz: Deus deu o espírito dessas coisas; eles não são factícios; eles não são assumidos por tempos e circunstâncias; eles são poderes e temperamentos radicais; cada um produzido pelo seu próprio princípio.

(Video) Como vencer a covardia? - 2 Timóteo 1:7 | 19/07/2020 | PROFETIZANDO VIDA

Comentário de Thomas Coke

2 Timóteo 1: 7 . Deus não nos deu o espírito de medo; São Paulo tem referências freqüentes em suas epístolas ao terror que acompanhou a aplicação da lei do Monte Sinai, e sugere que os cristãos judaizantes, que gostavam tanto da dispensação legal, tinham um espírito jurídico; – um espírito servil de escravidão e medo, como se ainda tivessem o trovão do monte Sinai em seus ouvidos – homens de espíritos intimidados e maus, que tinham medo de sofrer por sua religião. Mas ele se preocupa em apontar a liberdade e a coragem, o amor e a discrição do verdadeiro espírito cristão; e, de fato , discrição, amor e fortaleza devem sempre andar de mãos dadas.

Comentário de John Wesley

Pois Deus não nos deu o espírito de medo; mas de poder, de amor e de uma mente sã.

E que nada te desencoraje, pois Deus não nos deu – ou seja, o espírito que Deus nos deu cristãos, não é o espírito do medo – ou covardia.

Mas do poder – banir o medo.

E amor e sobriedade – Eles nos animam em nossos deveres para com Deus, nossos irmãos e nós mesmos. Poder e sobriedade são dois bons extremos. O amor está no meio, o laço e o temperamento de ambos; impedindo os dois extremos ruins de medo e seriedade. Mais é dito sobre o poder, 1 Timóteo 1: 8 ; a respeito do amor, 2 Timóteo 2:14 , etc .; sobre sobriedade, 2 Timóteo 3: 1 , etc.

Referências Cruzadas

Salmos 119:80 – Seja o meu coração íntegro para com os teus decretos, para que eu não seja humilhado.

Provérbios 2:7 – Ele reserva a sensatez para o justo; como um escudo protege quem anda com integridade,

Provérbios 8:14 – Meu é o conselho sensato; a mim pertencem o entendimento e o poder.

Miquéias 3:8 – Mas, quanto a mim, graças ao poder do Espírito do Senhor, estou cheio de força e de justiça, para declarar a Jacó a sua transgressão, e a Israel o seu pecado.

Zacarias 4:6 – “Esta é a palavra do Senhor para Zorobabel: ‘Não por força nem por violência, mas pelo meu Espírito’, diz o Senhor dos Exércitos.

(Video) 2 Timóteo 1: 6-7 - Reacenda! O verdadeiro espirito de um discípulo.

Lucas 8:35 – e o povo foi ver o que havia acontecido. Quando se aproximaram de Jesus, viram que o homem de quem haviam saído os demônios estava assentado aos pés de Jesus, vestido e em perfeito juízo, e ficaram com medo.

Lucas 10:19 – Eu lhes dei autoridade para pisarem sobre cobras e escorpiões, e sobre todo o poder do inimigo; nada lhes fará dano.

Lucas 15:17 – “Caindo em si, ele disse: ‘Quantos empregados de meu pai têm comida de sobra, e eu aqui, morrendo de fome!

Lucas 24:49 – Eu lhes envio a promessa de meu Pai; mas fiquem na cidade até serem revestidos do poder do alto”.

Atos dos Apóstolos 1:8 – Mas receberão poder quando o Espírito Santo descer sobre vocês, e serão minhas testemunhas em Jerusalém, em toda a Judéia e Samaria, e até os confins da terra”.

Atos dos Apóstolos 6:8 – Estêvão, homem cheio da graça e do poder de Deus, realizava grandes maravilhas e sinais entre o povo.

Atos dos Apóstolos 9:22 – Todavia, Saulo se fortalecia cada vez mais e confundia os judeus que viviam em Damasco, demonstrando que Jesus é o Cristo.

Atos dos Apóstolos 10:38 – como Deus ungiu a Jesus de Nazaré com o Espírito Santo e poder, e como ele andou por toda parte fazendo o bem e curando todos os oprimidos pelo diabo, porque Deus estava com ele.

Atos dos Apóstolos 20:24 – Todavia, não me importo, nem considero a minha vida de valor algum para mim mesmo, se tão-somente puder terminar a corrida e completar o ministério que o Senhor Jesus me confiou, de testemunhar do evangelho da graça de Deus.

Atos dos Apóstolos 21:13 – Então Paulo respondeu: “Por que vocês estão chorando e partindo o meu coração? Estou pronto não apenas para ser amarrado, mas também para morrer em Jerusalém pelo nome do Senhor Jesus”.

Atos dos Apóstolos 26:11 – Muitas vezes ia de uma sinagoga para outra a fim de castigá-los, e tentava forçá-los a blasfemar. Em minha fúria contra eles, cheguei a ir a cidades estrangeiras para persegui-los.

(Video) II Timóteo 1:7 (O Espírito de poder, amor e moderação)

Atos dos Apóstolos 26:25 – Respondeu Paulo: “Não estou louco, excelentíssimo Festo. O que estou dizendo é verdadeiro e de bom senso.

Romanos 5:5 – E a esperança não nos decepciona, porque Deus derramou seu amor em nossos corações, por meio do Espírito Santo que ele nos concedeu.

Romanos 8:15 – Pois vocês não receberam um espírito que os escravize para novamente temer, mas receberam o Espírito que os adota como filhos, por meio do qual clamamos: “Aba, Pai”.

1 Coríntios 2:4 – Minha mensagem e minha pregação não consistiram de palavras persuasivas de sabedoria, mas consistiram de demonstração do poder do Espírito,

2 Coríntios 5:13 – Se enlouquecemos, é por amor a Deus; se conservamos o juízo, é por amor a vocês.

Gálatas 5:22 – Mas o fruto do Espírito é amor, alegria, paz, paciência, amabilidade, bondade, fidelidade,

Colossenses 1:8 – que também nos falou do amor que vocês têm no Espírito.

Hebreus 2:15 – e libertasse aqueles que durante toda a vida estiveram escravizados pelo medo da morte.

1 Pedro 1:22 – Agora que vocês purificaram as suas vidas pela obediência à verdade, visando ao amor fraternal e sincero, amem sinceramente uns aos outros e de todo o coração.

1 João 4:18 – No amor não há medo; pelo contrário o perfeito amor expulsa o medo, porque o medo supõe castigo. Aquele que tem medo não está aperfeiçoado no amor.

Videos

1. O Bom Soldado | 2 Timóteo 2:1-7
(Igreja Presbiteriana do Guará II)
2. Palavra do Dia 04/07/2017: 2 Timóteo 1,7
(Vida Melhor)
3. 2 Timóteo 1:7
(Se Liga!)
4. 2 Timóteo 2 Estudo: REFERÊNCIAS PARA UMA FÉ FRUTÍFERA (Bíblia Explicada)
(Jesus e a Bíblia)
5. 2 Timóteo 1: 7 📖
(Ricardo Silva)
6. 2 Timóteo 1:7
(Ricardo Silva)
Top Articles
Latest Posts
Article information

Author: Allyn Kozey

Last Updated: 26/06/2023

Views: 5590

Rating: 4.2 / 5 (43 voted)

Reviews: 90% of readers found this page helpful

Author information

Name: Allyn Kozey

Birthday: 1993-12-21

Address: Suite 454 40343 Larson Union, Port Melia, TX 16164

Phone: +2456904400762

Job: Investor Administrator

Hobby: Sketching, Puzzles, Pet, Mountaineering, Skydiving, Dowsing, Sports

Introduction: My name is Allyn Kozey, I am a outstanding, colorful, adventurous, encouraging, zealous, tender, helpful person who loves writing and wants to share my knowledge and understanding with you.